domingo, 25 de janeiro de 2015

A reestreia de Cachorro Quente


 

A divertida comédia Cachorro Quente esta de volta aos palcos cariocas. Dessa vez,  esta no Teatro Candido Mendes. Todas as Sextas e Sabados 21 horas e Domingo 20 horas.  Infelizmente Leticia Lima não esta mais na peça. Em seu lugar esta a talentossíssima Laila Zaid. Ela fez muitos trabalhos bem legais na TV e no cinema como Somos Tão Jovens




Laila Zaid

A Peça conta a história de um homem viciado em sexo que tem a mãe muito enferma. Esta mãe é uma psicanalista ninfomaniaca que estraga o nosso antiherói em sua infância. Luca Mastroianni, o anti herói, se envolve em inúmeros trabiques para pagar o tratamento de sua mãe e tentar descobrir quem foi seu pai.

Sob a direção de João Fonseca e Texto de Chuck Palahniuk. a peça conta com Laila Zaid, Pedro Henrique Monteiro, Olivia Torres, Renato Liveiras, Rossana Viegas e Sacha Bali.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Garagem do Rock


SEXO, CONFUSÃO E ROCK N ROLL!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Toda quinta acontece o espetáculo Garagem do Rock. Uma mistura divertida de confusão e rock n roll. A peça conta a história de três amigos que precisam urgentemente procurar um vocalista para sua banda. O grupo tem inúmeros problemas como o bebê recém nascido da vizinha, um policial e é claro os candidatos a vocalista.

A peça esta no Teatro do Jockey na Gávea. Toda quinta feira 20 horas. Vai de Janeiro a Fevereiro. 


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Antiga



Imagine você em um lugar em que você não conheça com pessoas que você não conhece. Elas seriam uma velha senhora e uma menina. Antiga de Gustavo Damasceno é uma peça para pensar. Uma peça que mexe com você do começo ao fim.

A história se passa em um lugar completamente estranho para nossa heroína.  Ela se depara com uma velha e uma menina. Tudo gira em torno do passado dela e no que ela fez para estar neste lugar.

A direção é de Charles Asevedo e o elenco é composto por Flavia Pucci, Dai Fiori e Regina Sampaio. A peça reestreia com grande polpa no teatro Poeirinha sempre sextas e sábados 21 horas e domingo às 20 horas.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Boyhood, da infância a juventude

A disputa ao Oscar esta quente. Bastante quente. Neste fim de semana, pude conferir o filme Boy Hood, da infância a juventude. Este filme foi rodado ao longo de12 anos. Ele conta a história de um menino que enfrenta seus conflitos e seus dilemas. Nosso pequeno herói vai crescendo até se tornar em um homem feito. O belo filme estrelado pelos atores Ethan Hawke e Patricia Arquette, nos faz pensar como o tempo passa "rapidamente" em nossas vidas. Curta a vida o máximno que você puder. Você que tem filhos, sempre acompanhe eles no que for preciso porque um dia eles se tornarão adultos. Palavra de psicólogo.


Nota de reclamação: Este filme foi visto no Estação Net de Botafogo na sexta feira. Ele começou 21 horas em ponto. Porém logo no início dele, o filme foi interrompido porque havia pessoas ainda entrando no cinema. para revolta daqueles que já estavam no cinema, o filme começou no início novamente. Arrancou vaias e algumas pessoas ficaram exaltadas. Gostaria que os responsáveis do cinema falassem sobre esse absurdo.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Indicações do Oscar 2015 jogam os holofotes sobre ...

macacomalandro: Indicações do Oscar 2015 jogam os holofotes sobre ...: Corrida do Ouro



ATENÇÃO



O Brasil volta novamente a uma disputa pelo Oscar. O Documentário sobre o trabalho do fotógrafo Sebastião Salgado, O Sal da Terra esta na disputa da tão sonhada estatueta.



Confira aqui e agora os outros longas e curtas indicados ao Oscar 2015






Melhor filme
"Sniper americano"
"Birdman"
"Boyhood: Da infância à juventude"
"O grande hotel Budapeste"
"O jogo da imitação"
"Selma"
"A teoria de tudo"
"Whiplash"




Melhor diretor
Alejandro Gonzáles Iñárritu ("Birdman")
Richard Linklater ("Boyhood")
Bennett Miller ("Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo")
Wes Anderson ("O grande hotel Budapeste")
Morten Tyldum ("O jogo da imitação")




Melhor ator
Steve Carell ("Foxcatcher")
Bradley Cooper ("Sniper americano")
Benedict Cumbertatch ("O jogo da imitação")
Michael Keaton ("Birdman")
Eddie Redmayne ("A teoria de tudo")




Melhor ator coadjuvante
Robert Duvall ("O juiz")
Ethan Hawke ("Boyhood")
Edward Norton ("Birdman")
Mark Ruffalo ("Foxcatcher")
JK Simons ("Whiplash")




















Melhor atriz
Marion Cotillard ("Dois dias, uma noite")
Felicity Jones ("A teoria de tudo")
Julianne Moore ("Para sempre Alice")
Rosamund Pike ("Garota exemplar")
Reese Whiterspoon ("Livre")

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette ("Boyhood")
Laura Dern ("Livre")
Keira Knightley ("O jogo da imitação")
Emma Stone ("Birdman")
Meryl Streep ("Caminhos da floresta")

















Melhor filme em língua estrangeira
"Ida" (Polônia)
"Leviatã" (Rússia)
"Tangerines" (Estônia)
"Timbuktu" (Mauritânia)
"Relatos selvagens" (Argentina)

Melhor documentário
"O sal da terra"
"CitizenFour"
"Finding Vivian Maier"
"Last days"
"Virunga"

Melhor documentário em curta-metragem 
"Crisis Hotline: Veterans Press 1"
"Joanna"
"Our curse"
“The reaper (La Parka)"
"White earth"



















Melhor animação
"Operação Big Hero"
"Como treinar o seu dragão 2"
"Os Boxtrolls"
"Song of the sea"
"The Tale of the Princess Kaguya"

Melhor animação em curta-metragem
"The bigger picture"
"The dam keeper"
"Feast"
"Me and my moulton"
"A single life"

Melhor curta-metragem em 'live-action'
"Aya"
"Boogaloo and Graham"
"Butter lamp (La lampe au beurre de Yak)"
"Parvaneh"
"The phone call"

Melhor roteiro original
Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo ("Birdman"
Richard Linklater ("Boyhood")
E. Max Frye e Dan Futterman ("Foxcatcher")
Wes Anderson e Hugo Guinness ("O grande hotel Budapeste")
Dan Gilroy ("O abutre")

Melhor roteiro adaptado
Jason Hall ("Sniper americano")
Graham Moore ("O jogo da imitação")
Paul Thomas Anderson ("Vício inerente")
Anthony McCarten ("A teoria de tudo")
Damien Chazelle ("Whiplash")


















Melhor fotografia
Emmanuel Lubezki ("Birdman")
Robert Yeoman ("O grande hotel Budapeste")
Lukasz Zal e Ryszard Lenczewski ("Ida")
Dick Pope ("Sr. Turner")
Roger Deakins ("Invencível")

Melhor edição
Joel Cox e Gary D. Roach ("Sniper americano")
Sandra Adair ("Boyhood")
Barney Pilling ("O grande hotel Budapeste")
William Goldenberg ("O jogo da imitação")
Tom Cross ("Whiplash")





Melhor design de produção
"O grande hotel Budapeste"
"O jogo da imitação"
"Interestelar"
"Caminhos da floresta"
"Sr. Turner"

Melhores efeitos visuais
Dan DeLeeuw, Russell Earl, Bryan Grill e Dan Sudick ("Capitão América 2: O soldado invernal")
Joe Letteri, Dan Lemmon, Daniel Barrett e Erik Winquist ("Planeta dos macacos: O confronto")
Stephane Ceretti, Nicolas Aithadi, Jonathan Fawkner e Paul Corbould ("Guardiões da Galáxia")
Paul Franklin, Andrew Lockley, Ian Hunter e Scott Fisher ("Interestelar")
Richard Stammers, Lou Pecora, Tim Crosbie e Cameron Waldbauer ("X-Men: Dias de um futuro esquecido")

Melhor figurino
Milena Canonero ("O grande hotel Budapeste")
Mark Bridges ("Vício inerente")
Colleen Atwood ("Caminhos da floresta")
Anna B. Sheppard e Jane Clive ("Malévola")
Jacqueline Durran ("Sr. Turner")

Melhor maquiagem e cabelo
Bill Corso e Dennis Liddiard ("Foxcatcher")
Frances Hannon e Mark Coulier ("O grande hotel Budapeste")
Elizabeth Yianni-Georgiou e David White ("Guardiões da Galáxia")

Melhor trilha sonora
Alexandre Desplat ("O grande hotel Budapeste")
Alexandre Desplat ("O jogo da imitação")
Hans Zimmer ("Interestelar")
Gary Yershon ("Sr. Turner")
Jóhann Jóhannsson ("A teoria de tudo")





Melhor canção
"Everything is awesome", de Shawn Patterson ("Uma aventura Lego")
"Glory", de John Stephens e Lonnie Lynn ("Selma")
"Grateful", de Diane Warren ("Além das luzes")
"I'm not gonna miss you", de Glen Campbell e Julian Raymond ("Glen Campbell…I'll be me")
"Lost Stars", de Gregg Alexander e Danielle Brisebois ("Mesmo se nada der certo")

Melhor edição de som
Alan Robert Murray e Bub Asman ("Sniper americano")
Martín Hernández e Aaron Glascock ("Birdman")
Brent Burge e Jason Canovas ("O hobbit: A batalha dos cinco exércitos")
Richard King ("Interestelar")
Becky Sullivan e Andrew DeCristofaro ("Invencível")

Melhor mixagem de som
John Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin ("Sniper americano")
Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga ("Birdman")
Gary A. Rizzo, Gregg Landaker e Mark Weingarten ("Interestelar")
Jon Taylor, Frank A. Montaño e David Lee ("Invencível")
Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley ("Whiplash")


FONTE: 

http://www.macacomalandro.com.br/2015/01/oscar-2015.html

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Charlie Hebdo vive



O Jornal mais "irresponsável" do mundo lança sua edição pós massacre. A edição onde tem o Profeta Maomé dizendo TUDO ESTA PERDOADO,  esgotou em menos tempo. Mais uma vez a alegria prova que pode vencer a tristeza. A liberdade de expressão não irá se calar tão cedo. Peço para os membros do jornal Charlie Hebdo para continuarem a divertirem todos os franceses. Não vamos nos calar!

JE SUIS CHARLIE

JE SUIS BAUHAUS CULTURAL.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

E se elas fossem para Moscou



A belíssima peça de Christiane Jatahy esta de volta. E se elas fossem para moscou como todos sabem conta a história de três irmãs e do aniversário de uma delas. Data que não é celebrada com tanto entusiasmo já que foi nesta data que o pai delas morreu.

Desta vez, este blogueiro viu a peça ao invés do filme. Todos sabem que a peça e o filme são uma coisa só. Enquanto alguns assistem a peça, outros irão estar em uma sala para ver a peça em formato de filme. Existe uma diferença sim. Seria interessante cada um de vocês assistirem a peça e quando der o filme.

As três irmãs são formadas pelas atrize Stella Rabello, Julia Bernat e Isabel Teixeira. Todas elas da Cia Vertice. Quem quiser assistir:  Sexta feira 20 horas, Sabado são dois horários 19 e 21 horas e no Domingo 20 horas. Espaço Cultural Sergio Porto. 

Até o dia 8 de fevereiro.